segunda-feira, 15 de junho de 2009

Joaninha miúda

Ontem eu acordei como uma visita inesperada no quarto: uma joaninha. Ela era tão inofensiva e miudinha, que a primeira coisa que fiz foi levá-la para a rua para libertá-la. Mas ela me pareceu meio doentinha, então a larguei em cima da nossa bromélia. Não é que consegui derrubar o bichinho dentro d’água? Me deu um desespero para salvá-la, até que consegui tira-la do meio da planta e libertar a pequena joaninha.
Dizem que é sorte.

"Joaninha colorida diga
Quem são seus pintores
Será que são borboletas
Roubando tinta das flores?
Joaninha, Joaninha
Diga onde você mora
Se é na flor da laranjeira
Ou na seda da amora"

4 comentários:

Rodrigo disse...

Não sei se sempre foi lenda encontrar joaninha, mas hoje em dia é, com o desequilíbrio ambiental, poluição e aquecimento global (que altera diversos sistemas biológicos), o bichinho nos visitar em casa realmente é uma sorte mesmo!

um abraço guria!

Thalita Medeiros disse...

afogou a joaninha ;p

Anderson disse...

Dei risada imaginando a cena: Vcê tentando salvar a Joaninha e a derrubando na água.
Boa semana pra vc!

Mari Lopes disse...

hehehe foi engraçado mesmo.